quinta-feira, junho 08, 2006

Passeando com mamãe



Minha mãe veio passar alguns dias conosco e aproveitamos um sábado para passear em alguns parques próximos. Agora está na época da florada dos lírios e fomos ao Yurinoen (Parque dos Lírios) em Fukuroi/Shizuoka-ken. Nem todas as flores haviam desabrochado e como compensação ganhamos um pé de lírio cada uma. Os japoneses têm muito desse costume. Por exemplo, se forem fazer uma obra na rua, que levante poeira, faça muito barulho, enfim traga algum transtorno para os moradores dessa rua, a empreiteira da obra costuma dar presentes como toalhas ou produtos de limpeza ou alimentos. Outro dia, pedimos um lanche para viagem numa lanchonete e ao chegarmos em casa, verificamos que veio um item a menos. Meu marido voltou, reclamou e ainda recebeu um milk shake para compensar.




Havia lírios de todas as cores, do tradicional branco à cores vibrantes e mescladas.



Desse parque, fomos a outro em Kakegawa, chamado Hanashoubu. Pegamos um trenzinho de um vagão só que meu marido costuma referir como poeirinha ou shinkansado (em oposição ao famoso trem bala (shinkansen), para vcs verem a velocidade desse trenzinho...rs) e da estação ainda andamos mais 1km e meio. O parque é perdido no meio do nada e da estação até lá, não encontramos vivalma andando na rua! Parecia uma daquelas cenas de filme onde todos os habitantes da Terra foram eliminados ou abduzidos por ETs... única exceção foi esse gatinho que estava deitado folgadamente na sombra de uma árvore.





Hanashoubu é essa flor, não sei se existe no Brasil e qual seria sua tradução. Ela dá na água e também tem uma grande variedade de cores.




Havia alguns pés de hortências, como essa azul clássica.




E outras assim, com pétalas bem delicadas e diferentes. As hortências são lindas em sua florada máxima quando formam balões de flores como o da foto acima, mas gosto de apreciar também essas primeiras flores que desabrocham nas beiradas. É uma flor a ser apreciada em etapas.




Não sei qual o nome dessa flor, mas sei que tem no Brasil também. Minha mãe se encantou com seu tamanho (uns 15cm de diâmetro) e com as pétalas delicadas parecendo papel de seda. Até o nome em japonês não me vem na cabeça no momento. Creio que é o sono...rsss



Tomamos um mix de soft cream de baunilha com macha. Já estava no fim do sorvete quando me lembrei de tirar uma foto para colocar aqui. Gomennasai, fica para a próxima, eu adoro esse sorvete de chá verde e provavelmente em breve terei uma fotinho para colocar aqui.




Essa bolinha de flores é do tamanho de uma bolinha de gude, muito delicada. Muitos acham esses passeios a parques para ver flores, um programa de índio ou pior de gente idosa, mas eu adoro. Ver tanta beleza relaxa a mente, desestressa, muito bom para dar um refresh na rotina doida que levamos aqui!

4 comentários:

valentina disse...

Nossa que lindas fotos.Flores maravilhosas.TEns uma ótima máquina,nao?¬

renata disse...

Eu admiro muito do que o homem faz a cada novo tempo mas essas imagens são provas vivas de que nunca vamos nos igualar à criação da natureza. Tamanha sensibilidade acompanha o teu olhar, nobre olhar!

Karen disse...

Lindas fotos!!! Lindo gatinho! Também gostei da flor de que sua mãe gostou!

Akemi disse...

Valentina, amiga, sabe aquela estória de ter uma super máquina e não saber pilotar? Pois é, tô assim com minha máquina digital..rs Aos poucos estou aprendendo a mexer nos botões (e bota botão nisso!) e, volta e meia, acerto nos clicks. Ainda estou com dificuldade para acertar fotos que tiro dentro de casa, algumas ficam tão escuras! Mas as fotos tiradas ao ar livre ficam ótimas.

Renata, queria ter posto mais fotos mas o blog não aceitou.. trar fotos de flores é uma de minhas paixões!

Karen, obrigada, minha amiga! Vc sabe qe ainda não lembrei do nome dessa flor! rsss Minha memória esta péssima ultimamente!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails