quinta-feira, abril 07, 2011

Pão integral com gergelim


Esta manhã estava assistindo na tv o depoimento de uma garota vítima de bullying e fiquei me perguntando onde vamos parar com tamanha violência? Aceitar o diferente e ser tolerante nunca esteve tão fora da moda nos tempos atuais, infelizmente. Eu também tenho minha estória de segregação por ser "japonesa" e ser quieta demais que muitos confundiam com ser metida. Mas naqueles tempos tudo ficava nisso mesmo, cada um no seu canto. Hoje parece que isso apenas não basta. É preciso humilhar o "objeto" estranho de todas as maneiras possíveis, física e psicologicamente. Preocupa-me que essa é a nossa futura geração. Não sou mãe mas imagino a tarefa cada vez mais árdua que deve ser manter os filhos longe de tantos inimigos e prepará-los para enfrentar esse mundo. :(

Wow, quarto post na mesma semana! Eu mesma estou espantada comigo! Mas quando vem a inspiração e disposição, preciso aproveitar! ˆ-ˆ
Encontrei este pãozinho visitando a cozinha da Karen que por sua vez, viu na Ameixa Seca que por sua vez, se inspirou num pão com sementes de papoula que comeu na casa de uma amiga querida. Lindo post que me animou e aqueceu o coração. Amizades sinceras e duradouras me emocionam. Talvez por serem cada vez mais raras hoje em dia... Felizes e ricas são as pessoas que as tem!

Tinha todos os ingredientes em casa e fui lá sovar o pão. As massas integrais são mais chatinhas para sovar, geralmente levam pouca gordura o que as faz bem grudentas. Mas o esforço compensa já que podemos comer um pãozinho 100% caseiro, sem conservantes como os industrializados! Da próxima vez, vou polvilhar toda a forma com gergelim também para ficar como a receita original que inspirou a Ameixinha!

200g de farinha de trigo
200g de farinha de trigo integral
2 colheres (sopa) de açúcar
1 1/2 colher (chá) de fermento seco para pão
1 ovo grande
1/2 colher (chá) de sal
30g de manteiga em temperatura ambiente
200ml de leite morno
2 colheres (sopa) de gergelim (usei metade branca e metade preta)

um pouco de clara para pincelar
2 colheres (chá) de gergelim para polvilhar

Prepare a massa da maneira que estiver mais acostumada ou misture as duas farinhas e divida em duas vasilhas. Numa delas coloque o sal e manteiga. Reserve. Na outra, coloque o açúcar, fermento e o ovo batido levemente. Despeje sobre o fermento o leite morno e misture com colher de pau até se formar uma pasta grossa. Mexa vigorosamente até começar a levantar bolhas. Despeje o conteúdo da outra vasilha e misture com cuidado no início. Quando toda a farinha for incorporada, despeje a massa sobre a mesa raspando bem as laterais e fundo da vasilha, não deixando nenhum massa grudada. Sove bem a massa, no começo ela fica se desagregando e gruda na mão. Não ligue, desgrude tudo com espátula e continue a sovar até ficar uma massa lisa e homogênea. Faça uma bola e aperte levemente. Se a massa afundar e logo em seguida, voltar, está ok.
Coloque de volta na vasilha, cubra com filme plástico ou pano de prato e deixe fermentar por 30 a 40 minutos ou até dobrar de volume.
Dê um leve soco na superfície da massa para retirar o gás acumulado. Tire a massa da vasilha e modele numa bola. Cubra com pano de prato molhado e bem torcido e deixe descansar por 10 minutos. Enquanto isso unte bem uma forma para pão com manteiga. A que usei tem 10x19x10 de altura e deixou o pão bem alto.
Modele o pão conforme desejar e coloque na forma. Cubra com filme ou pano de prato e deixe descansar mais 20 ou 25 minutos. A massa deverá quase estar tocando no filme. Pincele a superfície com clara e polvilhe o gergelim. Leve para assar em forno pré-aquecido a 180ºC por 20 a 30 minutos. Desenforme e deixe esfriar sobre grade.


Olha a margarina derretendo! Aceita uma fatia? :)

12 comentários:

Mari Hart disse...

Vc leu meus pensamentos!!! Dias esses eu estava doida por uma receita de pão, procurei, procurei e achei tudo ou difícil, ou engordativo. Amei essa, parece simples. Vou tentar achar esse fermento seco aí... será que é muito diferente do comum!?

Bjkas!

Valentina disse...

Olha vc e teus lindos pães. Bullying é algo que me entristece imensamente. No Reino unido é uma coisa muito presente.

Karen disse...

Ah, também adorei esse pão!

Sua cozinha anda mesmo ativa! Muito bom! Gosto de passar por aqui!

Beijos!

(O mundo anda complicado mesmo...)

Akemi disse...

Mari, vc pode fazer com o fermento fresco também. Um tablete de 15g de fermento seco equivale a 5g do fermento seco (1/2 colher de sopa). Para esta receita, use 1 tablete de fermento fresco, ok! Só que aí vc precisa ativar o fermento diluindo no açúcar antes de começar a receita. Este processo tbm parece eliminar o forte cheiro de fermento na massa de pão depois de assado, segundo o chef Álvaro Rodrigues.

Valentina, amiga, no Japão tbm é muito comum. Pena as vítimas optam por se suicidar para acabar com o sofrimento.

Karen, ando numa fase padeira e já estou de olho em outros pães integrais seus!

taisa paula disse...

ai ai ai,desse jeito nao resisto!!!!!!!!mais um pra fazer no final de semana!!!!!ainda bem que e integral!rsss,sobre o comeco do seu post,tambem fico bastante preocupada...qdo era pequena na escola tambem me humilhavam por ser gordinha...inventavam apelidos,musiquinhas...enfim era muito desconfortavel,aos 12 anos entrei na academia,comecei a jogar volei e em menos de 6 meses o patinho feio se transformounuma das meninas mais bonitas da escola!!!!!baba baby baby baba!!!!!!acho que ser humilhada me deu forcas pra levantar a cabeca e seguir em frente!!!!!!!Akemi querida obrigada por tornar nosso dia mais feliz!beijo!

Fabiana disse...

Akemi,
Também tenho me perguntado e muito, Que mundo é esse???
Também sofri com o bullying leve, só apelidos, por causa do sobrenome japones, mas tudo muito leve se comparado aos dias de hoje.
Eu sofri muito com minha filha, por ela ser timida, como eu.
Agora, ela já achou sua turma, e assim fico mais sossegada.
Mas agora, é a vez do meu filho, que ama futebol, mas como ele tem 7 anos e joga com meninos de 11 e 12 anos, sempre é alvo de ofensas, piadas, etc....
tem dias, que largo o que estou fazendo para ver o que está acontecendo lá fora...e também não quero ficar indo tirar satisfação, para ele não se tornar alvo de outras piadas do tipo: filhinho da mamãe,.
Mas mãe nenhuma gosta de ver o filho sofrer.
Não sei de quem é a culpa, se são das crianças ou dos pais.
Porque educo meu filhos, e ensino a respeitar todos e não passo a mão na cabeça deles quando eles erram.
Ufa...desabafei...kkkkkk
mas tem dias que fico com enxaqueca por causa dos perrengues que eu passo aqui.
akemi, estou adorando a sua fase inspiradora..kkkkk
adorei o pãozinho, e ver a manteiga derretendo , foi uma tortura.
beijos

Lala disse...

ai ai ai, pão com manteiga é tudibom!

E, realmente, essa violência assusta, né? Dá vontade de fazer alguma coisa, mas falta saber o que!

Cae Fernandes disse...

Olá Akemi!! Nem sei como cheguei aqui!! rsrsrrs...mas vou ficar!
Adorei o blog...te sigo, ok??!
Bjoos
Cae

caefernandes.blogspot.com

Dri Dauzacker disse...

Akemi, que maldade essa última foto...kkk
Eu aceito uma fatia, sim!
Bjim

moranguita disse...

e um pao que me agrada muito
acho que este fim de semanba vou por as maos na massa
beijinhos

Carol disse...

Oi Flor! Nossa Akemi, faz tempo que não passo aqui!! Bateu saudadinha e vim visitar minhas antigas amigas da culinária!! Aqui sempre arrazando nas receitas heim!! Já estou levando o pão comigo!! Mega beijo

Carol

Trainee de Cozinheira disse...

Já gostei desse pão de cara, mas vou tentar fazer na MFP, porque a farinha integral é dura de manusear só falto me acabar!!rsrs!!bjs
Maura

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails