quinta-feira, junho 12, 2008

Feliz Dia dos Namorados! :-)





Espero que todos os apaixonados tenham hoje um dia muito especial e doce como eu tive! Saímos cedo do serviço, jantamos um delicioso tonkotsu lamen (macarrão japonês com caldo feito com ossos de porco) e de sobremesa, estes bolos encantadores.
De cima para baixo, bolo de chocolate com chantilly de chocolate (comprei só por causa do cachorrinho de chantilly, é uma graça, vocês não acham???), bolo recheado com creme diplomate e morangos, mil folhas e tortinha de frutas. Adoramos estes bolos! Pode parecer difícil de acreditar mas são bem leves! O chantilly não é daqueles que pesam no estômago ou deixa na boca aquele gosto desagradável de gordura, o açúcar na medida certa, decoração caprichada. Se não tem padaria em cada esquina aqui, tem confeitaria que não acaba mais. Muitas são lojas tão luxuosas, com bolos lindos expostos na vitrine mas que, ao comer, são uma tremenda decepção!
Estes aqui vieram de uma pequena confeitaria que fica de porta fechada. Sim, fechada mesmo e não é nem daquelas portas de vidro nem automáticas, é porta de madeira que não dá visão nenhuma de dentro. Tem só uma placa muito discreta dizendo que se trata de uma confeitaria e se não fosse a tabuleta de "OPEN" ao lado da porta, nem arriscaria pegar na maçaneta. A confeitaria fica em frente a uma pequena loja de produtos brasileiros em Fukuroi onde o Luiz costuma comprar revistas. Sempre ficava de olho comprido para a confeitaria, mas a porta fechada me fazia levantar as orelhas desconfiada de que não haveria nada de mais lá dentro e também intimidava um pouco. Mas hoje queria um docinho para comemorar o dia e decidi que iria conhecer esta confeitaria. E que grata descoberta fiz! Entrando, o lugar é bem maior do que se imagina de fora. Tem até um pequeno salão de chá para quem quiser degustar os bolos lá mesmo. Vai para a listinha dos meus favoritos, só preciso saber agora o nome do lugar porque se tinha, estava mais escondido ainda! rss
Hoje também se tornou um dia mais especial com o aviso da Karen de que já está no ar um texto que ela escreveu com base numa entrevista que lhe dei para um pequeno jornal de Campinas voltado para descendentes de japoneses, o Folha Obara. Fiquei muito lisonjeada com o convite e até duvidei que minha humilde vida de blogueira e dekasssegui pudesse render algum "caldo" mas fiquei surpresa e muito feliz em ver a maneira como a Karen conseguiu extrair de minhas respostas, esta reportagem leve e divertida, como o próprio Pecado da Gula! Karen, li também o ótimo texto com a Miki e só posso dizer que já és uma jornalista nata! Muito obrigada por oferecer esta oportunidade de contar um pouco mais de mim! Adorei de verdade e espero que estas sejam as primeiras de muitas reportagens que você ainda vai nos brindar! ;-)

21 comentários:

Karen disse...

Que doce dia dos namorados! rs

Foi um prazer entrevistá-la, Akemi! E uma alegria ainda maior saber que você gostou do artigo.

Obrigada!

Silvia Arruda disse...

Que bom que o dia dos namorados foi doce para vc! :)

Donna Dani disse...

Oii que coisa mais linda!

Hoje meu jantar será oriental em um hotel bem legal que contratou um Chef especialista em comida Japonesa, asiática entre outras.
Irei postar todos os detalhes, acho que será bem especial.
Adoro seu blog pelas dicas que coloca e indiquei uma amiga a visitar, pois esta de mudança da Califórnia para o Japão. O marido foi transferido.
Estou tentando convencê-la de criar um blog tbm.

Bjks

http://casadfarinha.blogspot.com/

Patricia Scarpin disse...

que linda essa minha amiga, uma celebridade culinária!

Anônimo disse...

Vc nao ficou com dó de comer?! Eu acho que ficaria...rs Espero quer o meu dia seja tão doce como o seu...
Mari T.

Paulinha disse...

Akemi, que lindas fotos!!!
Queria saber se você conhece a receita desse chantilly que aqui no Brasil eu só conheço de uma confeitaria especializada em bolos japoneses.
Não consegui descobrir o segredo ainda rsrsrs.
Beijos

Akemi disse...

Karen, eu que agradeço!

Silvia, espero que o seu também seja tão doce como o meu!

Donna Dani, chique no último! Vou conferir todos os detalhes depois, quero saber de tudo!

Patricia, imagina! Muito obrigada pelo mail e pelas gentis palavras, amiga!

Mari, dá sim, mas a vontade de comer é maior! rss

Paulinha, o segredo é usar um creme de leite de qualidade!

Nereime disse...

Que graça os bolinhos...parabéns pela entrevista!!!
bjs

márcia disse...

olá!!! tudo bem??? adorei as fotos dos doces... devem ser uma delicia!!! hummm... mas o que eu gostei mesmo foi te conhecer... nossa!!! nao era assim que eu te imaginava... *r muito prazer entao... bjs

Kyra disse...

Akemi! Eu achei o seu blog por acaso enqnt procurava por uma receita de fondant de chocolat!
Tive um dia dos namorados delicioso, meu namorado adorou o fondant! brigada mesmo!
^^
Vi que vc está no Japão! Eu e meu namorado queremos muito um morar no Japão.. somos apaixonados pela cultura niponica!
^^
Jah add seu blog no meus favoritos!^^

Anônimo disse...

Oi Akemi...
Omedetoo!!!Otima e merecida entrevista e eu fiquei muito feliz com essa ideia da Karen.Fiquei feliz tbem em ver seu rostinho super kawaii. Beijos Mitie de Gunma

andrea_regina134 disse...

Oi Clarice, que dia feliz o seu dia dos namorados, li a reportagem, parabéns, e que Kawai vc é, lembra muito uma cunhada minha!
Andréa.

Eliana Scaramal disse...

Quanta coisa boa num post só?! E você daqui a pouco está cozinhando com Jamei Oliver em?! Tá virando celebridade!

Agdah disse...

Dekasssegui??? Menina, traduza aí pois meu japonês não passa de "WATASHIWÁ".

ameixa seca disse...

Que entrevista maravilhosa Akemi. Gostei muito de ver a foto. Não te imaginava assim :) E esses bolinhos são uma perdição para a gula ;)

Akemi disse...

Nereime, obrigada!

Márcia, espero não ter assustado! rss

Kyra, fico contente que tenham gostado do fondant e faço votos para que consigam realizar o sonho de virem para cá!

Mitie, vc é muito gentil amiga! Obrigada pelo carinho e pelo mail também!

Andréa, sabe que vc não é a primeira pessoa que diz isso? Acho que devo ter uma sósia por aí, não é possível! rss
Mas muito obrigada pelas gentis palavras!

Eliana, minha amiga, vc sempre me joga lá pro alto! Obrigada!

Agdá, dekassegui originalmente é o japonês que sai de sua terra natal para trabalhar temporariamente em outra região do Japão. Geralmente saem de lugares onde o inverno é muito rigoroso ou que não oferecem muitas ofertas de trabalho a jovens e vão para grandes centros como Tokyo ou Osaka. Na década de 80, com a economia ruim do Brasil e o Japão liberando a entrada de descedentes de japoneses para trabalhar nas fábricas daqui, começou-se um movimento de imigração de brasilieros para cá. Os operários brasileiros que trabalham aqui são chamados dekasseguis (lê-se dekassêgui). Hoje já somos mais de 300 mil brasileiros.

Ameixa seca, é engraçado como fazemos outro tipo de imagem das pessoas, não é verdade? rss

Anônimo disse...

Akemi,
Que sua vida toda seja doce como seu dia especial, jah q vc ajuda a adocar nossas vidas de dekassegui com suas receitas, descobertas, sugestoes de alternativas e comentarios - culinarios ou nao...

A Karen escolheu um excelente modelo dentro de nossa comunidade, pelo respeito de vc dedica a cultura local, estudando inclusive, sem deixar a brasilidade de lado!

seu blog virou o "caderno de receitas" da familia - no jp/br...
so um coracao generoso para compartilhar tanta coisa boa...

parabens e obrigada!
beth

Akemi disse...

Beth, em primeiro lugar, muito obrigada por este comentário maravilhoso! Aliás, todas vocês é que adoçam minha vida com tantas palavras gentis! Fico muito feliz em dividir o pouco que sei com todas vocês! É uma honra receber todas em minha cozinha! Beijos

Bia Belliard disse...

que bolinhos mais mimosos ! Parabens pela entrevista ! Vou la dar uma olhada ! beijinhos

Anônimo disse...

Adorei conhecer voce nem que seja por foto!
Continue sempre assim , transmitindo forca, otimismo e sobretudo deixando receitas e fotos de guloseimas de dar agua na boca.
Nao sou muito de deixar comentarios, mas sempre venho ver as "novidades".
Bjs!
Vilma

Letrícia disse...

Adorei a entrevista, Akemi! Parabéns a você e à Karen!

Que curioso, uma prima minha também fazia controle de qualidade numa fábrica de peças para motos em Shizuoka! Acho que ela trabalhou nessa empresa há uns 15 anos.

Por fim, sempre me perguntava como você arranjava tempo para fazer tantas coisas lindas na cozinha. E descobri na entrevista: você não dorme ;-)

Beijos, querida!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails