sábado, setembro 30, 2006

Soft cookies com geléia e crumble de coco



Estes cookies ficaram realmente muito bons! Apesar da massa ser macia, o crocância fica por conta do crumble de coco. O contraste de sabores, geléia azedinha com o sabor do coco também me agradou. Uma ótima pedida para as tardes frias que estão por vir, acompanhado de uma xícara de chá!
A massa é bem chatinha de trabalhar, achei uma hora que seria outra receita que iria para o lixo. O segredo é não colocar a mão diretamente na massa, procure evitar ao máximo, pois o calor da mão derrete a manteiga e fica bem difícil de trabalhar. Use dois filmes plásticos para esticar a massa. Logo que a massa é retirada da geladeira, ela está bem dura. Deixe alguns minutos na mesa e vá abrindo devagar. Primeiro vá "amassando" a massa com o rolo de macarrão até você sentir que ela está cedendo um pouco. Só então, role o rolo para abrir a massa.
Apesar disso, acho que o resultado compensa. Você pode usar a geléia de sua preferência mas recomendo usar uma mais azeda, ficará melhor. Nesta receita, usei de wild blueberries e ficou excelente. Creio que com geléia de maracujá também deve ficar bárbaro!
A receita vem de um site de vendas de produtos voltados para a produção caseira de bolos e pães, chamado Cuoca. Já comentei sobre este site num post anterior. Ali você encontra muitos produtos que não achamos nos mercados. O cadastro é simples e o atendimento, ótimo.

Soft cookies com geléia e crumble de coco

Massa:
250g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
150g de açúcar de confeiteiro
270g de farinha de trigo para bolo
2 colheres de chá de fermento em pó
2 gemas

Recheio:
cerca de 150g de geléia de framboesa (usei um vidro de 185g)

Crumble:
1 ovo
125g d açúcar granulado fino
110g de coco ralado seco

Coloque a manteiga numa tigela e bata com batedor de claras ou batedeira até formar um creme. Não bata demais. Junte o açúcar em duas ou três vezes, batendo até sumir todo o açúcar para então adicionar mais. Coloque uma gema de cada vez e misture bem. Por fim, coloque a farinha de trigo peneirada com o fermento em duas ou três vezes. Vá misturando e apertando a farofa nas paredes da tigela para dar liga. Despeje a massa em filme plástico e cubra a parte de cima. Com uma espátula, amasse a massa formando um quadrado de 1cm de altura. Feche por completo o filme plástico, coloque num prato e leve à geladeira. Deixe descansando uma noite.
Abra a massa entre dois filmes plásticos até atingir o tamanho de 30x30cm ( Atenção, trabalhe o mais rápido possível nesta etapa, pois se a massa amolecer totalmente vai ficar bem difícil tirar a massa do filme e colocar na forma. Caso isso aconteça, coloque a massa de volta à geladeira). Estenda a massa na forma, cubra com filme plástico e leve para a geladeira novamente por 1 hora ou mais.
Pré-aqueça o forno à 180oC. Tire a massa da geladeira e coloque diretamente para assar por 15 a 20 minutos, até corar ligeiramente na superfície.
Enquanto assa, prepare o crumble. Misture o ovo com o açúcar numa tigela. Junte o coco ralado e misture bem.
Retire do forno e espalhe a geléia por toda a superfície. Em seguida, espalhe o crumble e leve de volta ao forno por mais uns 20 minutos. Vá olhando de vez enquando para não queimar o crumble.
Retire do forno e corte em quadradinhos enquanto ainda está quente. Deixe esfriar completamente e delicie-se!

13 comentários:

Karen disse...

Como ficaram bonitas as barrinhas! Da última vez que tentei fazer uma receita parecida foi uma frustração para espalhar o recheio sobre a massa! Acho que preciso persistir mais.

Akemi disse...

Karen, você não conseguiu espalhar o recheio porque a massa estava mole ainda? Pela receita original destas barrinhas, fala para assar 12 minutos, mas no meu forno, foi insuficiente, estava mole mole ainda. Tente refazer qualquer dia desses, são com erros que aprendemos, ne? Frase batidérrima mas choodo ii! ;)

renata disse...

Supimpa ! Será que ainda existe esta palavra rs?

Akemi disse...

Se existe não sei, mas captei sua mensagem, Renata! rsss

Karen disse...

Akemi, no meu caso foi o contrário, a massa era bem dura e melequenta, você tinha que estendê-la na forma, cobrir com recheio e colocar a outra metade da massa, foi impossível!

Karen disse...

Estava relendo o que escrevi e pensando com meus botões se algo pode ser duro e melequento...

Akemi disse...

Karen, realmente não deu para entender! rsss

Patricia Scarpin disse...

Hahahaha, ri dos comentários aqui, Clarice!

As barrinhas parecem tão gostosas!!
Não sou muito fã de coco, mas a "casquinha" parece tão crocante!

Anônimo disse...

Ι coulԁ not refraіn frоm commenting.
Veгy well written!

my blog wiki.dog24.pl

Anônimo disse...

Ні i аm κavin, itѕ my first οсcaѕion to сommentіng anywhere, when
i reаd thіs раragraph i thought i could alѕo cгeate comment
due to thiѕ sensible pіece of writing.



My page ... http://Www.Ticne.es/ticnewiki/index.php?title=My_Outfits_Smell_Brand_New_Immediately_immediately_after_I_Smoke_V2_Cigs

Anônimo disse...

I was moгe than happy to unсoѵer this page.
I need to to thank you for ones time foг this particularly wondегful read!
! I ԁefinitely lοѵed eveгy bit οf it аnd і alѕo have you
bοok-markeԁ to look at new informаtion in уour site.



Here is my web-site just click the following article

Anônimo disse...

Thіs artіclе preѕеnts clеar idea in suppоrt of thе new
people of blοgging, thаt truly hoω tο dо bloggіng.


Fеel fгee tο surf tо my wеb blog - www.prweb.com

Anônimo disse...

Ι am іn fact grateful to the ownеr of thіs web page who has sharеd thіs greаt post at at thіs plаce.


Hеre iѕ my homepagе: ev-nds.evlka.de

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails