sábado, setembro 02, 2006

Dragon Fruit



Tenho notado que ultimamente está mais fácil e acessível encontrar frutas tropicais nos mercados daqui. Há 10 anos atrás era praticamente impossível encontrá-las por aqui.
Depois de tantos modismos da culinária asiática, pouco a pouco, frutas tropicais vêm vencendo o preconceito e sendo incorporados nas sobremesas e doces daqui. Ponto para nós, que sentimos uma baita saudade dessas frutas!
Desta vez encontrei maracujás frescos por uma bagatela no mercado. Comprei todos os saquinhos!!!! Não pude deixar escapar esta chance!

Esta estranha fruta acima se chama Dragon Fruit aqui. É a fruta de um cacto e experimentei pela primeira vez quando fomos passear em Okinawa, uma província daqui. Escrevi um post a respeito deste passeio no nosso blog a 8 mãos Nos quatro cantos do mundo. Dêem uma espiada, se tiverem interesse em saber um pouco mais. Parece que no Brasil já têm plantadores desta fruta, mais conhecida como pitaya. Dentro lembra um kiwi mas a textura é bem mais leve e refrescante.

Outra coisa que achei, apesar de não ser fruta, foram beterrabas frescas e bonitas no mercado japonês. Nas lojas de produtos brasileiros encontramos sempre beterrabas mas invariavelmente estão velhas, cheias de fiapos por dentro.Comprei e fiz uma deliciosa salada. Costumo sempre preparar crua ou cozida, mas desta vez fiz assadas e amei seu sabor! Fica bem mais gostosa, sem perder sua cor linda! Descasquei as beterrabas e cortei em fatias. Salpiquei um pouco de água e um pingo de azeite e misturei bem. Despejei num refratário, cobri com alumínio e levei para assar em forno pré-aquecido a 200˚C por uns 40 minutos. Deixe esfriar, corte e tempere a gosto.

11 comentários:

valentina disse...

Clarice, sabe que sempre vejo dragon fruit aqui mas ainda não tive a oportunidade de experimentar.Vc a comeu só cortadinha? me conta.

Fezoca disse...

que fruta bonita. essa eu nunca vi por aqui, ou vi inteira e nao prestei atencao...

beijos!

Akemi disse...

Valentina, é assim mesmo. Corte e coma às colheradas, ou senão descasque. Mas tem que ser bem geladinho!

Fer, ela tem uma cor bem bonita mesmo. Tem da polpa branca e da polpa vermelha tbm!

renata disse...

A chance deu encontrar esta fruta aqui é a mesma de voce encontrar sapoti por aí. Algo em torno de zero rs. Brincadeira ! Estou meio por fora de tudo.

Karen disse...

Akemi, que gosto ela tem?

Ana disse...

Eu comprei e provei dessa fruta la no Brasil em Dezembro passado. Achei p/ comprar no mercadao!! (tem post no meu blog sobre ela tbem! hehe!)
La eu achei com polpa branca e com polpa vermelha, achei lindas quando cortadas!! hehe!
De gosto as q eu comprei nao eram muito espetaculares nao, mas acho q foi erro meu q nao conheco e nao sabia se estavam maduras... eram simples de gosto, lembravam kiwi na textura, mais molinha talvez, e eram levemente adocicadas. All in all, experiencia valida e interessante!!
Ana

Akemi disse...

Renata, agora não lembro se foi no Globo rural que vi essa reportagem de uma senhora que planta pitaya no Brasil. É uma fruta bem exótica mesmo.

Karen, ela não tem um gosto marcante como um melão ou manga. É levemente adocicada, sabor suave e parece que desmancha na boca. É como disse a Ana mesmo, vale mais pela experiência, não pelo sabor em si...rs

Ana, acho que perdi este post que vc publicou, vou dar uma sapiada no Kitchen Space! Mas é como você disse, ela não tem um sabor extraordinário. A fruta encanta mais pelo visual do que pelo gosto!

Patricia disse...

Akemi, que fruta lindíssima!
Pode até não ser tudo isso no quesito sabor, mas é linda de olhar, que cores vibrantes! Adorei!

P.S.: vc estava muito sumida, viu? :(

Akemi disse...

Patrícia, estive um pouco ocupada estes dias mas agora estou de volta com as formas e tigelas! rsss
Obrigada pelo carinho, amiga!

Anônimo disse...

reviver post antigo...
Essa fruta é natural da américa do sul ...encontra-se muito em regiao amazônica...mas ganhou fama depois q foi pra ásia..

Anônimo disse...

Adorei a idéia de assar as beterrabas, como você disse, mas só achei difícil "colocar num forno pré-aquecido a 2000C, por uns 40 minutos." Acho que num forno assim deveria deixar uns 40 segundos, se é que não derreteria até o refratário...rsrsrs

Parabéns pelo blog...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails