quinta-feira, janeiro 26, 2006

TAKIKOMI GOHAN (RISOTO JAPONÊS)




Geralmente quando faço esse arroz, basta uma salada e pronto. O risoto leva muitos ingredientes deixando o prato muito rico, você pode colocar os legumes que preferir e fazer o seu takikomi gohan original!

TAKIKOMI GOHAN

280g de arroz japonês
400 ml de água
1 colher (sopa) de sakê

1 peito pequeno de frango picado miudinho e temperado com 1 colher de sopa de sakê e uma pitada de sal e pimenta do reino
1 dente de alho picadinho
2 colheres (sopa) de óleo
1 cenoura picadinha
3 ou 4 shiitakes
2 aguês (tofus fritos)
1 raiz de bardana
50g de konnyaku (uma espécie de gelatina de batata ralada muito usado em cozidos japoneses)
1 colher (sopa) de shoyu
sal à gosto
gergelim branco

1)Lave bem o arroz e coloque na panela de arroz (pode ser panela comum também mas cozinhe sempre em fogo baixo até secar a água). Junte a água e o sakê. Reserve.

2)Tire o talo do shiitake e corte a parte de cima em tiras de 1/2 cm.

3)Coloque os aguês numa peneira e despeje água fervente sobre eles para tirar o excesso de gordura. Enxugue com um papel toalha e pique em tirinhas finas.

4) Pique o konnyaku em cubinhos ou tiras finas e afervente por alguns minutos, lave em água corrente e deixe escorrendo. A maioria dos konnyaku precisam ser aferventados antes de serem usados nos pratos.

5)Numa folha de jornal, raspe a casca da bardana e pique como se estivesse apontando um lápis. Deixe a raiz de molho na água por alguns minutos. Escorra e passe água corrente e deixe escorrendo. Faça isso um pouco antes de colocar no refogado. Se deixar muito tempo fora da água ela vai escurecer novamente. Tome cuidado para não espirrar a casca ou líquido dessa raiz porque mancha!

6)Frite o alho no óleo e junte o frango picado. Deixe refogar até mudar a cor. Junte a cenoura picada, os shiitakes, os aguês, o konynyaku e a bardana. Tempere com shoyu e sal e deixe os legumes murcharem um pouco. Não precisa cozinhar muito, pois vai terminar de cozinhar junto com o arroz. Desligue o fogo e deixe amornar.

7)Coloque o refogado no arroz. Não precisa misturar. Feche a panela e deixe cozinhar em modo normal como se fosse arroz branco mesmo. No caso de panela comum, tampe e deixe em fogo bem baixinho até secar a água.

8) Depois de dar o apito da panela avisando que está pronto, deixe ainda mais alguns minutos abafado antes de abrir a panela. O mesmo vale para a panela comum, deixe abafado alguns minutos antes de destampar. Só então, misture bem e sirva nos chawan. Espalhe gergelim a gosto. Bom apetite!

5 comentários:

Karen disse...

Como eu adoro o arroz japonês! Só com furikake já é uma festa, mas com legumes assim é irresistível, tenho até a máquina de cozinhar que ganhei do meu irmão, mas o Osmyr não é muito fã desse tipo de pratos. Para ele refeição só com arroz, sem carne, não é refeição!

Akemi disse...

Eu entendo, tem que ser comida que dê sustança ne? rs Aqui em casa tbm, meu marido sente falta de alguma carne ou mistura mais consistente. Na verdade, quem é fã de comida japonesa sou eu, mas ele tbm acaba tendo que comer...rs

valentina disse...

Clarice, voce está arrasando hoje. Estes dois pratos são bárbaros.

Elvira disse...

Parece deliciosa, esta receita de arroz! :-)

Akemi disse...

Elvira, esse arroz é uma comida típica das mães japonesas. Eu gosto muito! Obrigada pela visita!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails