domingo, julho 19, 2009

12o Festival do Japao


Foi realizado neste último final de semana a 12a edicao do Festival do Japão no Centro de Exposições Imigrantes em São Paulo/SP. Foi a primeira vez que fomos e me espantei com a organização e grandiosidade do evento, muitas barracas expondo variados produtos que iam desde frutas e verduras diretas do produtor até cadeiras de massagem e automóveis!
É claro que não poderiam faltar os fabricantes de alimentos e temperos orientais com direito a degustação e aulas de culinária como no estande da Sakura. Assisti de fora uma aula dada pelo chef japonês Shin Koike do restaurante Aizome. Ele preparou alguns acompanhamentos com beringelas e espinafre e um file mignon recheado com cogumelos ao molho a base de aceto balsâmico e azeite trufado que me deixou babando e morrendo de inveja dos que tiveram chance de degustar a iguaria! :-p


Acima uma foto da aula dada por Estela Whitaker com massas e carnes e do sorvete de gengibre que experimentamos e adoramos! Pensei que seria otimo ter uma bola deste sorvete para acompanhar uma fatia do bolo Suzy! Nhammm! ;-)


Não poderiam faltar as comidas típicas de cada província japonesa. Apesar de estranhar alguns pratos que eu acho que não tinham nada a ver com a região representada mas tudo é festa e o que vale é a intenção e fiquei feliz de ver tantos não-descendentes experimentando pratos que até os descendentes costumam torcer o nariz. 
Meus avos são de Hokkaido (terra de caranguejo, leite, batata e lamen), morei quase 20 anos em Shizuoka (terra do chá verde e do peixe enguia), minha mãe está em Nagano (terra de macarrão de sarraceno e uva) e, é lógico que fomos direto para a barraca de Okinawa! X-)
Pedimos o okinawa soba e a pressa de comer foi tanta que até esqueci de tirar foto! :-p
A carne de porco que acompanha este prato poderia estar mais macia mas estava muito bom e deu para matar a saudade. Comprei tambem uma bandeja do saatandague, uma espécie de bolinho de chuva de lá que, depois de aquecido, estava idêntico aos que saboreamos nas nossas viagens ao Hawaii japonês!
Tinha muita comida e deu para ficar zonza com tantas opções mas maridão quis matar as lombrigas com o gyudon (foto acima) da barraca de Tottori feito com wagyu, aquele gado preto japonês tratado a pão-de-ló com muita massagem, cerveja e música clássica ambiente!


Experimentei tambem o okowa (foto acima), arroz cozido com legumes, frango e castanhas portuguesas da mesma barraca junto com um tempurazão enorme de legumes quentinho e super crocante!
Se há uma coisa de que me arrependo é de não ter experimentado os famosos takoyakis (bolinhos recheados com polvo) de Osaka, os melhores do Japão! Sempre via os programas mostrando as barracas mais populares de lá com filas de virar o quarteirão e os artistas fazendo caras e bocas quando comiam as bolotas recheadas com pedaços-monstro de polvo!  A massa de cada loja é um segredo guardado a sete chaves, assim como o tarê (molho) que cobre os bolinhos assados. Só de imaginar... hummm!!!
No festival algumas barracas estavam vendendo os tais bolinhos e experimentamos uma bandejinha com 6 (foto abaixo). Comi um e pensei cade o polvo???? Era preciso uma lupa para enxergar o pedacinho do molusco!!! Fica aqui meu protesto pois se tem polvo no nome, tem que ter no bolinho ne, gente?
Na parte cultural era possível participar de uma cerimônia de chá (foto abaixo).


Muitos workshops de origami e kirigami (foto abaixo).



Muitos artistas expuseram suas obras como este senhor da foto à direita que faz sumie, uma técnica de pintura que tem toda uma filosofia como todas as manifestações de arte japonesas. Pelo que entendi não se pode ficar retocando a pintura depois de pincelado no papel. É preciso ser rápido e eficiente nos traços.  Para se pintar Sumie, o praticante tem que conhecer perfeitamente o objeto que vai pintar, para que não exista reflexão ou dúvida durante o processo criativo. Muitas pessoas praticam o Sumie, não somente como forma de relaxamento ou busca de paz interior, mas também como forma de melhorarem a eficiência no trabalho, principalmente no que diz respeito à tomada de decisões rápidas.


Havia tambem uma exposição de ikebana que TIVE que apreciar já que adoro flores. Sempre me dá muita paz vendo obras lindas assim e é onde geralmente gasto mais tempo e mais fotos! rss




Houve muitas apresentações de danças, artes marciais como aikido, kendo e karatê (foto abaixo de um grupo que veio da cidade de Valinhos).
 E muitas performances de taiko (tambor) em todos os cantos do evento, seja nos palcos seja nos corredores  da exposição. Não houve uma apresentação que chamasse atenção de tantas pessoas. Pudera já que é difícil não se encantar com o desempenho inflamado dos tocadores de taiko. É pura energia que arranca aplausos e assovios no final!

Foram 3 dias de muitas atrações e enquanto assistia a uma apresentação de dança folclórica não pude deixar de pensar no quanto os japoneses daqui e seus descendentes se empenham para manter as tradições e a cultura de um país que sequer sabe da existência desta colônia . Enquanto trabalhei no Japão quantas vezes me perguntaram por que eu tinha cara de japonês se era brasileira! Quantos não se espantaram em saber que muitos japoneses imigraram no comeco do seculo XX para a América do Sul para fugir da fome e da miséria...
É por estas e outras que, apesar dos pesares e dos meus olhos puxados, tenho muito orgulho de ser brasileira, sim senhor! E se você perdeu a oportunidade de ir ao festival, vá no ano que vem, tenho certeza de que vai sair emocionado de lá como eu! :-)

24 comentários:

Léo de Chocolate disse...

Oi menina bonita, que saudades de vc.
Desculpe a falta de comentários, mas sempre passo para ler seu blog...já é vício.
Após tanto tempo sendo sua leitora, e tbm da Marcinha da "Vida escrita à mão", meu cãozinho (rs) resolveu iniciar um blog, que ainda quase ninguém conhece, afinal acabamos (sim, eu presto acessoria a ele...rs) de começar; adoraria que vc passasse por lá e depois nos desse sua opinião.
Sobre sua postagem, tbm achei muito lindo o festival e fiquei com vontade de experimentar o sorvete de gengibre ;P

Beijos bem grandes e com saudades.
Aline

Akemi disse...

Aline, ja fui conhecer o Leo e ja me apAUxonei! Muito fofo e nao vi a "calvice" dele, nao! Bjs e obrigada por prestigiar o PG!

Luciana disse...

Que delícia de festival!
Deu para matar as saudades né amiga,tudo pareceu tão lindo pelas fotos!
Eu adoro takoyaki,alguns lugares deixam a desejar pelo sabor,mas em compensação alguns são deliciosos!
Certaz vez provei um que tinha salsicha e queijo dentro ,gostoso mas nada como o tradicional.
Parabéns pela matéria no jornal!Li um trechinho e achei super interessante,fiquei com gostinho de quero mais...de poder ler tudinho rs.
Fico tão feliz em ver que vocês se adaptaram tão bem ai no Brasil!Torço por ti sempre!
Beijos enormes no coração!

Michele disse...

Muito bacana o festival. A gastronomia e a cultura japonesa são ricas e encantadoras!
Parabéns pelo post!

ameixa seca disse...

Quem me dera ter tido oportunidade de provar tudo isso. Para quem pensa que só tem sushi e peixe crú, foi uma bela lição :)

kaka disse...

Oi Akemi!
Foi muito gostoso ver o festival pelos teus olhos!
Tenho muito respeito e grande admiração pela cultura japonesa!
Aqui no RS acho que não temos muitos descendentes..
Comprei umas revistinhas de origami hoje..hehehe. Teria sido ótimo feito um workshop de origami.
Bom, fica o meu abraço!
Kaka

karaimame disse...

Maravilhoso o seu relato sobre o festival! Fiquei muito muitooooooo com vontade de ter ido! ^_^

Ah.. os takoyakis...que pena que foram a "decepçao" ... o negócio é fazê-los em casa , com o recheio "merecido" ;). Meu pai faz uns takoyakis divinos. O chato mesmo da receita é ter que usar as forminhas de bolotinhas (que nem todo mundo tem acesso nao é mesmo?) ... mas era tao legal vê-lo virar a massa na forminha para formar as bolotinhas... que saudades (ai minhas lombrigas!)

Que lindo, como sempre, seus posts cheios de carinho e emoçao!

beijooo

Akemi disse...

Luciana, saudades amiga! Pois eh, lembro de uns takoyakis de matsuri que eram terriveis mesmo! rss Adorava do guindako, nao sei se tem na sua regiao mas tinha uma casquinha crocante por fora e a massa bem cremosa e com um belo pedaco de polvo!
Aos poucos estamos nos reacostumando a vida daqui mas tem horas que bate uma grande saudade dai!
Fica bem e tenha uma semana iluminada amiga!

Michele, que bom que gostou! Obrigada pelo carinho!

Ameixa, eu mesma provei muita coisa nova quando estava no Japao. Algumas nao gostei mesmo como carne de baleia, irghhhh!!! rss

Kaka, realmente nao lembro de ter visto descendentes de japoneses nem em Santa Catarina nem na sua terra mas fico muito feliz em saber que gosta e faz origami! Joguei tantas folhas fora antes de voltar para ca, que pena! Adoraria ter doado para vc! Obrigada pelo carinhoso comentario!

Karaimame, lendo o Prato Fundo finalmente descobri seu nome, ou parte dele! rss Lilly-chan! rsss
Quem ficou com inveja fui eu de vc ter um pai que sabe preparar takoyakis! Ficava vendo o pessoal preparar no Japao e meus olhos viraram junto com as bolinhas! Quanto agilidade e rapidez! Acho que deixaria tudo queimado ou em formato de meia lua com a minha lerdeza! rsss
Obrigada eu pelo seu carinho! Adoro receber sua visita! Bjss

Anônimo disse...

Terezinha disse:Oi...Akemi......Como é bom visita-la. Gosto muito de seus comentários, sejam culinários ou outros temas. eles completama minha curiosidade, sobre coisas japonesas.Gosto muito de muitas coisas que voçe descreveu. Só nunca provei comidas japonesas. Aqui temos chinesas e coreanas mas, são restaurantes caros. Um Grande abraço. Boa semana para voçe.

Anônimo disse...

Ake,i
Nao acredito! Sempre vou ao festival, e este ano resolvi nao ir...preguiça mesmo...se soubesse q vc iria ia me encontrar com vc!!!!
Bj
marichan

Valeria disse...

Que legal esse festival Akemi!!
Deu pra matar saudades ???
Daqui a pouco vou descongelar meu unagi !!Aprendi a gostar ....
Bjs
Valéria

Tat Vegi disse...

Meu nome é Tatiana Vegi e tenho um site feminino de Dicas para o sucesso das Mulheres, a Sintaliga (http://www.sintaliga.com.br ).

Temos um espaço especial para divulgarmos Blogs de interesses Femininos, a nossa lista já tem mais de 450 Blogs cadastrados.
Gostaria de convidá-la(o) para divulgar o seu Blog na Sintaliga.

Para entrar na lista de Blogs Femininos da Sintaliga é super simples.

Basta fazer o seu cadastro http://www.sintaliga.com.br/dicas-para-mulheres_cadastre-se depois fazer o seu login (e-mail+senha) e então acessar o link ‘Divulgue seu Blog” http://www.sintaliga.com.br/dicas-para-mulheres_divulgar-blog preencha as informações e clique em Salvar. Pronto! Seu Blog já estará Sintaligado.

Será uma honra poder contar com o seu Blog na nossa lista de Blogs Femininos.

Beijos e Obrigada

Tat Vegi
sintaliga@sintaliga.com.br
www.sintaliga.com.br/dicas-para-mulheres

Gina disse...

Sempre que posso participo dos eventos japoneses de Curitiba. Esse ano fui ao Imin Matsuri, minhja filha foi a Hana Matsuri. Estou preparando post para falar da comunidade japonesa na cidade, como tenho já fiz com a italiana e a ucraniana.
Muito legal tudo isso!
E a culinária, faz tempo que sou fã, embora ainda não goste de sashimi...
Bjs.

Piell Rouse disse...

Que coisa Linda em Akemi,
tem tanta coisa que ainda nao conhecemos ... cerimonia do cha que lindo, origami tem uma amiga que sempre me presenteia com um eu adoro!!
beijos e uma otima semana

Fátima disse...

Que festival maravilhoso, gostaria de ter conhecido.Sou fascinada pela cultura, enfim pelo povo japonês!

Anônimo disse...

oi Akemichan!!! nada como um festival assim pra matar saudades da ilha...
lendo este post lembrei das conversas q tive com alguns japas... eles nw tem nocao de que do outro lado do mundo existe uma comunidade de japoneses, descendentes e afins q preserva a cultura japonesa, inclusive atividades q se perderam no tempo e nem todos conhecem como o haikai... pena q nem todos os nikeys deem valor a essa riqueza milenar!
mas... takoyaki, argh.... ehehe
ehehe
bjxxx
beth de iwata

karaimame disse...

Akemi querida :)
Sou eu mesmo, a Lily "miguxa" do VH-san ^_^ .
Nossa, falando em inveja de ter paizinho que faz takoyaki... eu, na minha frescura quando morava com eles , nao gostava de polvo! Ele fazia bolinhas recheadas com salsicha para mim (*risos*) .. eu adorava... comia com aonori (hot dog ajaponesado )
Eu tentei tb fazer o takoyaki, mas minha bolinha ficava murcha , uma aberraçao mutante... :)
Beijo de novo!
Espero ansiosa novidades por aqui!

Adriana Soter disse...

Adorei essa sua postagem!
Dá uma passadinha no meu blog, tem selinho para você!
Beijos
www.conversanacozinha.blogspot.com

Jun.~ disse...

Nossa, ainda não sou um bom 'tocador de taiko', mas ainda estou no caminho, hehe. Ontem, teve em São Paulo o sétimo festival de Yosakoi Soran, não sei se você já escutou falar sobre isso (é original da região de Hokkaido).

Enfim, eu venho sempre aqui no seu blog ver suas receitas e histórias =D
Fiz inclusive aquele seu "Goya Chips", e provavelmente repetirei, já que minha avó me deu uns ontem.

Abraços.

Junji Takeda

Rosana Oshiro disse...

oi Akemi!
queria te dar uma sugestão para o blog...
que tal colocar um 'buscador' para facilitar a vida de quem vem aqui procurar suas deliciosas receitas? ;-p

beijo

ana de toledo disse...

Oi Akemi!
Minha filha, a Tomie-chan, tá fazendo aulas de taiko na Nikkei aqui do Rio!!
Não sei se você se lembra de mim. Faz muuuuito tempo que não nos falamos mais!
Um beijinho

Simone Izumi disse...

dear ake:
ce nao vai acreditar , mas esse senhorzinho do sumie é um dos melhores amigos do meu pai.
Kobaya-san!!!
haahhaha...
bjos
si

Valentina disse...

Querida, vc sempre narra tao bem. Estes bolinhos de polvo sao os que comi com vc e o Luiz?

Donna Dani disse...

Que show! Acho que eu pirava o cabeção num lugar desses e viraria criança. Sabe pinto no lixo? Seria eu! rsss

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails