sábado, setembro 08, 2012

Cachorro quente nordestino


Por acaso, quinta-feira passada liguei a tv e a fabulosa chef Roberta Sudbrack estava na Ana Maria. Ela ensinou uma entrada de quiabo e camarão e na sequência, a receita do cachorro quente nordestino que ela serviu na Copa Gastronômica. O evento, que aconteceu recentemente em São Paulo reuniu vários chefs para arrecadar fundos para o Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba e, claro foi um sucesso!
Bem, vocês me conhecem e nunquinha que eu iria passar vontade! E como ainda por cima tinha carne moída descongelando na geladeira... não pensei duas vezes e parti para as panelas!
Antes que me perguntem onde está a salsicha, lá no nordeste eles preparam o lanche com carne moída! E aqui no sul chamamos esse sanduíche de "buraco quente"! Que interessante as particularidades de cada região do nosso imenso país, não é mesmo?
O fato é que este lanche é fora de série! Nunca comi um refogado de carne moída assim! Aliás, chamar de refogado é até uma ofensa porque depois de 3 horas cozinhando na fogo baixo, só na maciota, a carne moída absorveu todos os temperos e cozinhou num ponto que, ao comer, simplesmente some na boca! Sem brincadeira! Você consegue ver os grãos da carne mas comendo você não sente a textura típica de carne moída, ela vira uma espécie de pasta muito leve!
Logo que fica pronto, já é muito bom mas no dia seguinte, estava melhor ainda! Assim como a feijoada ou rabada, o sabor se acentua muito mais então, se você um dia resolver fazer, lembre-se desta dica! ;)


Para a quantidade dos ingredientes, baseei-me aqui.

500g de carne moída (usei patinho)
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de azeite ou óleo
3 dentes de alho picadinhos
1 cebola média picadinha
1 pimenta dedo-de-moça sem sementes picadinha (não usei)
½ pimentão verde médio picadinho (usei pimenta doce)
4 tomates sem pele e sem sementes picados
½ lata de tomates pelados (200g)
sal e pimenta do reino a gosto
8 azeitonas verdes sem caroço picadas
cheiro verde picado a gosto
água para pingar no refogado

Leve ao fogo uma panela de fundo reforçado de preferência e aqueça o azeite com a manteiga. Junte a carne moída e deixe refogar bem até começar a dourar o fundo da panela.
Despeje a carne refogada num prato e na mesma panela, aqueça mais um pouco de azeite. Refogue o alho, pimenta dedo-de-moça, pimentão e a cebola, só o tempo de "suar", não precisa esperar ela ficar transparente. Aproveite para raspar o fundo da panela e tirar todo o "queimado" da carne moída. Junte os tomates picados e os tomates pelados esmagados e retorne a carne refogada na panela. Acrescente as azeitonas, tempere com uma pitadinha de sal e pimenta do reino, tampe e deixe em fogo bem baixinho.
Deixe cozinhando por 3 horas. Isso mesmo! Depois você vai ver que a demora compensa! ;)
De vez em quando vá misturando e pingando água sempre que necessário. Eu fui mexendo de 10 em 10 minutos e pingando 2 ou 3 colheres de sopa de água.
Depois de 1 hora cozinhando, você já vai começar a sentir um cheiro muito bom do refogado. Conforme vai apurando, vai ficando cada vez melhor, de enlouquecer a vizinhança! rsss
No final, acerte o sal e junte o cheiro verde.
Desligue o fogo e deixe abafado por 1 hora para apurar os sabores antes de consumir.
Na hora de servir, corte o pão francês ao meio, faça uma cavidade no miolo e recheie com o refogado de carne moída. Espalhe ovo cozido picado e salpique queijo parmesão ralado no hora!
No dia seguinte, fiz o lanche com a carne gelada+ovo+queijo, embrulhei em papel alumínio e levei ao forno por 30 minutos. É de comer ajoelhado! ;)

Outra sugestão maravilhosa da Chef que já fiz foi o espaguete ao limão siciliano!

Um ótimo domingão para todos! :)

20 comentários:

D Augusto disse...

Quando comecei a elr o post eu tb não estava dando nada por esse cachorro quente, mas quando você vou falando e descrevendo, acabei com a barriguinha roncando de vontade de experimentar rsrsrs.
beijos Akemi

Van disse...

Olá Akemi! Muito boa essa sua receita! Sou de Pernambuco e, posso dizer pra vc que costumamos preparar a carne moída dessa forma...Tem que passar um bom tempo cozinhando e derrete mesmo na boca kkkk
Esse cachorro quente preparado só com carne moída, geralmente é o que fazemos em casa para a família... Para comer com pão francês...
Por conta dessa onda sulista, o cachorro quente por aqui é o com salsicha mesmo, mas em alguns lugares, o cachorro quente vem recheado com a carne moída e a salsicha juntos fora os outros complementos...
Bju

Artes da Mel disse...

Akemi parece delicioso, vou testar!
Bjss
Mel

Rita Reis disse...

Akemi, adorei a receita, mas essa vou deixar pra fazer no fogão à lenha. Pela foto parece delicioso mesmo!

Claudia Freitas disse...

Akemi, fui criada no interior de SP em S J do Rio Preto e o cachorro quente de lá é feito com carne moída, frango desfiado e salsicha! Sinto tanta saudade do sabor, esse me lembrou bastante!

Megumi disse...

Nooossaaaa...deu água na boca!
Um ótimo domingo,bjss!

são33 disse...

PARECE SER UMA MARAVILHA.
LEVO A RECEITA,FILHOTE VAI ADORAR.
BOM DOMINGO
BJS

Anny (Cristiane) disse...

Pena que não como carne vermelha!

Andréa disse...

Olá Akemi,
este cachorro quente é muito mais saudável que o de salsicha, amei os ingredientes, é uma receita de enlouquecer qualquer lombriga, um lanche perfeito!

Beijinhos, fique com Deus!

Gina disse...

Akemi,
Quando morei em Recife, tive a grata surpresa de ir à cantina do trabalho e me deparar com o cachorro quente deles. Já reproduzi, inclusive. Isso foi há quase 30 anos, de modo que é meu "velho" conhecido.
Cada povo tem seus costumes e acho isso fantástico.
Beijos!!

Renata disse...

Taí, Akemi, super novidade pra mim. Cachorro quente com carne moída pra mim era cachorro quente paulista. Essa versão "slow food" nordestinna eu não conhecia. Fiquei curiosa com a carne que cozinha tanto tempo! O aspecto está delicioso!

Josy disse...

Akemi vi a Ana Maria junto com a Roberta preparando essa receita, fiquei super curiosa também. Agora vendo vc fazendo e me certificando com vc que foi aprovado, logo, logo,vou colocar em prática. Esse da foto me deu água na boca, e de fato aqui conhecemos como Buraco Quente. Curioso né? Bjos amiga uma linda semana

Léia disse...

Oi Akemi, também adoro buraco quente.
Faço, mas nunca deixei por 3 horas no fogo.Deixo bastante tempo tudo o que faço com tomates ou molho de tomates, mas nunca cheguei a esse tempo.Nosso país tem culturas e idiomas diferentes em cada região.
Damos vários nomes ao mesmo ingrediente dependendo da região.Por exemplo a mandioca, macaxeira, aipim.Rsrs.Nosso país é rico de várias formas.Adorei a receita, deu até uma fominha.Beijos querida e uma semana abençoada.

Babisenberg disse...

Nossa, isso parece muuuito bom!

Inez disse...

Esse lanche me lembra infância! Minha mãe o fazia de vez em quando, mas em uma bisnaga. Em ajudava a cavar o pão para dar lugar à carne moída. Mas acho que a origem desse lanche é lusitana ou paulista, já que nossos laços familiares são dessas regiões. Também não havia tempo (e ainda não há) para deixar a carne refogando por tanto tempo, mas mesmo assim, é um lanche delicioso e mais saudável do que o cachorro quente normal. Nós o chamávamos de pão com carne moída, e pedíamos: Mãe, faz o pão com carne moída....

Akemi disse...

Augusto, alguns pratos conseguem ser bem tentadores nas fotos enquanto outros não, foi o caso deste cachorro quente. Só fazendo e provando para descobrir a riqueza dele!

Oi, Van! Muito legal ter a sua confirmação! Obrigada pelas informações do legítimo cachorro quente nordestino!

Mel, experimente! "Desconfio" que vai adorar! :D

Rita, me mata de invejaaa! rsss

Claudia, que loucura de gostoso deve ser este cachorro quente! E deve dar uma sustança boa ne? ;)

Megumi-chan, quando a vontade de encarar as panelas voltar, experimente!

São, depois me conte o que seu filhote achou!

Anny, mais uma coisa que descobri a seu respeito!

Andréa, confesso que de vez em quando bate vontade de comer cachorro quente de salsicha mas sem dúvida, esta versão é bem mais saudável e pra lá de gostosa!

Gina, que privilégio ter esta bagagem gastronômica amiga!

Renata, tbm fiquei com a pulga atrás da orelha e TIVE que fazer! Foi uma deliciosa surpresa!

Josy, experimente fazer, sim! Tenho certeza que sua família vai adorar!

Léia, é verdade! Acho que uma vida é pouco para descobrir toda a riqueza de sabores da nossa terrinha!

Babi, é sim! :)

Inez, que lembranças gostosas! Seja buraco quente, cachorro quente paulista, cachorro quente nordestino ou simplesmente pão com carne moída o que vale é o sabor com muito tempero regado a amor ne? Obrigada pela partilha!

FAZENDO ARTE disse...

Parece ficar muito bom, gostei .

coisinhasdage disse...

Oi Akemi! Essa receitinha fez bater um "Banzo" da minha paraíba. Quando era criança minha mãe vendia lanche na escola e esse cachorro quente era o show. beijos

Trainee de Cozinheira disse...

Morri por aqui ai que fome, vou fazer também!!!bjs
Maura

Eventos - Inventos disse...

Akemi,

fiz esse lanchinho tb! nossaaa de fato é sensancional!

beijinhos
http://eventos-inventos.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails