terça-feira, agosto 16, 2011

Torta de frango rápida

Peguei a idéia desta torta com a Karen e fez sucesso aqui em casa. Meus sogros estão aqui nos visitando e domingo, dia dos pais, não deu para fazer nada muito especial por conta de uma encomenda. Aquela estória, casa de ferreiro, espeto é de pau! rsss
Comentei com minha sogra que o Luiz compraria um frango na brasa na volta da entrega do bolo mas ela se adiantou e foi aqui perto de casa e comprou dois frangos assados enooooooormes! Sei que comemos na domingo no almoço, na janta, no almoço de segunda... por mim, comeria mais alguns dias, adoro frango assado, mas minha sogra disse que já não aguentava mais, estava dando "agonia"! kkkkk
Meu sogro a repreendeu, "eu disse que dois frangos era muito!"
Para acalmar os ânimos, falei que iria fazer uma torta com o que havia sobrado e ficou resolvido o problema. Cozinheira tem que ter jogo de cintura, criatividade e um pouco de psicologia também! ˆ–ˆ
A Karen disse que já usou massa folhada pronta da Arosa e da Massa Leve e preferiu este último porque doura por igual. Segui seu conselho e realmente, ficou com um belo dourado. Apesar de não folhar tão bem como a Arosa eu gostei da massa, ficou como o nome que leva, bem leve e pouco gordurosa. Abaixo vai minha versão com sobras mas você pode fazer o refogado que quiser com o que tiver disponível ou gostar mais!

2 dentes de alho picadinhos
1 cebola média picadinha
250g de sobras de frango assado sem ossos desfiado
1 vidro de palmito grande
1 cenoura grande cozida
100g de vagem cozida
1/2 xícara de azeitonas verdes picadas
1 colher (sopa) cheia de extrato de tomate dissolvida em 1/2 xícara de água
sal e pimenta do reino
1 colher (sopa) de amido de milho dissolvido em 1 xícara de leite
cheiro verde picado

placas de massa folhada pronta
gema para pincelar

Refogue o alho em um pouco de óleo ou azeite. Junte a cebola e deixe refogar até ficar transparente. Adicione o palmito picado, as cenouras em cubinhos, a vagem cortada miudinha e as azeitonas. Junte o extrato dissolvido na água, misture e tampe. Deixe cozinhando por uns 5 a 7 minutos em fogo médio, mexendo de vez enquando. Precisa ficar com um pouco de caldo. Se necessário, junte mais um pouco de água.
Junte o amido dissolvido no leite e mexa bem até encorpar. O refogado precisa estar um pouco mais mole do que um recheio para empadão. Ele ainda vai cozinhar no forno e fica mais enxuto. Verifique o sal e corrija se necessário. Tire do fogo, junte o cheiro verde. Misture e despeje num refratário grande untado com manteiga. Nivele a superfície e cubra com filme plástico bem rente. Deixe esfriar e guarde na geladeira por algumas horas. Eu fiz o refogado logo depois do almoço para poder servir no jantar.
Cubra o refogado com placas de massa folhada congelada e deixe na geladeira enquanto aquece o forno a 200˚C.
Quando o forno estiver bem quente, pincele a massa folhada com gema e leve ao forno por 25 a 30 minutos ou até dourar. Na embalagem pede para deixar por 20 minutos mas eu deixei 10 minutos na grade de baixo e mais 10 na grade superior (como não tem massa por baixo fiquei com receio do recheio se queimar). A massa estava assada mas não dourou. Liguei o grill e deixei mais alguns minutinhos até que ficasse bem dourado.
Sirva em seguida com uma saladinha verde e arroz branco!

* Dica: eu escorro o palmito e costumo aferventar por uns 5 minutos para retirar o excesso de acidez. Escorro, dou uma lavada e pico antes de usar na receita. Nunca mais meus refogados com palmito ficaram com gosto azedo. Aprendi num programa de culinária há muitos anos atrás com a proprietária de uma empadaria famosa.

14 comentários:

Fla disse...

Ah mas se torta de frango normal já é boa, com frango de padaria é melhor ainda.
A massa eu nunca usei a da massa leve, mas vou procurar por aqui para testar também.
E gostei da dica do palmito. Vou testar.
Bjs

Karen disse...

Akemi, gostei da sua versão. Eu cubro o meu refogado ainda quente e mando pro forno, ele é bem mais líquido e vai cozinhando lá embaixo! É mais um pot pie do que uma torta. rs

Acho que a massa folhada é uma questão de gosto pessoal mesmo. Eu nunca me dei bem com a da arosa, talvez faça algo errado na hora de descongelar... :p

Cristina disse...

Me parece deliciosa, como tudo que vc faz!tenho uma massa folhada na geladeira e não sabia bem o que fazer, já que nunca usei antes...vou experimentar uma torta!
Bjs

Lala disse...

olha, eu nunca usei massa folhada pronta....e bom saber quais marcas tem cada característica!!

Adorei a dica!

E torta de frango é bom demais né!??

Se bem que eu sou suspeita...normalmente eu gosto mais da massa podre do que do recheio! hehehehehe

bjs,

http://tudojuntoemisturado-lala.blogspot.com

Meu Canto Na Cozinha disse...

Adoro torta de frango e essa sua receita esta arrasando na praticidade!! Tem carinha de estar uma delicia!!
Bjs
Paty

PrizMend disse...

Seu blog tem o nome que merece é um pecado! Tô babando aqui! Adorei! Tô te seguindo!
Depois dá uma passadinha lá no blog, está rolando um sorteio da nyx!
http://prizmend.blogspot.com/2011/08/sorteio.html
Super beijo!

grazi disse...

que delícia!!!

Renata disse...

Akemi, tô com a sua sogra! Ontem mesmo transformei um frango assado do almoço em torta e escondidinho! Bom demais!

Beijo!

Rachel disse...

Akemi, eu também tive essa mesmo impressão com a massa leve, me parece que a outra dá uma folhada melhor, não é?!
O truque do palmito é ótimo mesmo, eu também faço esse procedimento, além de nos proteger do butolismo.
Tortas assim, são uma verdadeira tentação para a gula...rs!
Bjuss!!!

ameixa seca disse...

O bom é que sempre dá para fazer coisas deliciosas com as sobras do frango. Por acaso já provei torta de frango feita por uma brasileira mas não sei se ia palmito, sei que tinha milho. Devia ser ligeiramente diferente desta :)

Anônimo disse...

Terezinha disse: OI....Akemi....Que delicia de torta. Estas dicas de aproveitamento de sobras são muito boas. Fica um prato renovado e acaba sendo aprovado por todos. Gostei também da dica com o palmito, da proxima vez que eu usar palmito vou usar teu conselho, obrigada por isso.Gosto muito do seu blog porque sempre aprendo coisas muito uteis. Um grande abraço da T.

Nutrição com Sabor disse...

Adorei... Muito prático e interessante essa utilização para restinhos de frango...Suas receitas são todas muito apetitosas...

Se tiver um tempo, visite meu blog tb!!

casa de fifia disse...

me deu água na boca só de ver a foto.
que delicia!!
bom domingo.
baci

Emília disse...

Olha, o que me interessa num frago assado são as duas azinhas e as duas coxas, se já tiver sem é hora de virar torta rss.
Ainda não usei massa folhada daqui do Brasil, nem por curiosidade fui ver, por isso não sei o nome das marcas, mas quando for usar já sei pelo menos duas marcas! Adorei a dica do palmito!
Beijinhos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails